Podemos pode expulsar Feliciano por se manter fiel ao presidente Bolsonaro

A postura de fiel defensor do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) pode render mais uma dor de cabeça ao pastor Marco Feliciano (PODEMOS-SP), que agora está enfrentando um processo em seu partido que pode culminar com sua expulsão.

O vereador paulistano Mario Covas Neto (PODE-SP), presidente estadual do partido, acolheu a denúncia de um filiado à legenda pedindo a expulsão de Feliciano por conta da relação de proximidade que o pastor mantém com Bolsonaro.

A jornalista Mônica Bergamo publicou, em sua coluna na Folha de S. Paulo, que parte do Podemos vê a relação entre Feliciano e Bolsonaro, com uma possível aliança para a disputa das próximas eleições presidenciais, como contrária à postura do partido.

“Entre as acusações estão as de que Feliciano enfraquece ‘a candidatura [presidencial do senador] Alvaro Dias’ ao aparecer como possível ‘vice na chapa de Bolsonaro‘ em 2022”, informou Mônica Bergamo.

Mario Covas Neto confirma que há insatisfação contra Feliciano no partido: “Ele de fato está um pouco na contramão do partido, que mantém posição de independência em relação ao governo”. Agora, o processo disciplinar foi aberto e o prazo para que o deputado federal se defenda está em contagem.

O pastor Marco Feliciano, que acompanha o presidente Bolsonaro na viagem à Ásia, não comentou o episódio em suas redes sociais e não respondeu aos contatos da Folha para se pronunciar a respeito.

Uma publicação recente no Twitter faz referência à necessidade de defender o governo dos ataques realizados por uma parte do PSL ao grupo aliado a Bolsonaro. “Quero alertar a todos os brasileiros que o nosso governo, conservador, que luta pelos nossos valores, está sob ataque e por isso nós precisamos defendê-lo. É o futuro do país que queremos que está em jogo”, convocou.

“As forças mais tenebrosas do nosso país, ou seja, parte da grande imprensa, a velha política, ou o pior de todos, o fogo amigo, todos se levantam contra o nosso presidente e contra o sonho de termos um novo Brasil”, acrescentou Feliciano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: