Ex-namorada do Pastor Anderson do Carmo, filha de Flordelis teria atirado contra o Pastor

A terceira audiência do julgamento dos acusados pela morte do pastor Anderson do Carmo foi realizada na última sexta-feira, 11 de dezembro, e uma das testemunhas afirmou que a filha biológica da deputada Flordelis (PSD-RJ), Simone dos Santos, efetuou disparos contra a vítima.

A acareação entre duas testemunhas foi realizada no Fórum de Niterói, cidade na região metropolitana do Rio de Janeiro (RJ). Vivian Maria da Silva, frequentadora da igreja que era chamada Ministério Flordelis, teve sua versão confrontada com as declarações de Cristiana Rangel.

De acordo com reportagem do SBT, Vivian Maria declarou que ouviu de Cristiana Rangel (esposa de Carlos Ubiraci, um dos filhos afetivos de Flordelis e Anderson do Carmo que está preso pelo crime) que Simone dos Santos também teria efetuado disparos contra o marido de sua mãe.

Simone é filha biológica de Flordelis, assim como Flávio dos Santos Rodrigues. Ambos são fruto de um casamento anterior que a deputada teve antes de iniciar sua jornada como ativista social. Ela e Anderson do Carmo tiveram um namoro na adolescência, mas posteriormente ela se casou com outro homem e ele se tornou marido da mãe dela.

Pelo relato feito por Vivian Maria da Silva, Simone teria disparado contra a genitália de Anderson do Carmo. Ela acrescentou ainda que outro filho afetivo de Flordelis, André de Oliveira, teria segurado o pastor para que Simone e Flávio atirassem, de acordo com o Uol.

Por sua vez, Cristiana Rangel negou que tivesse feito os relatos sobre o crime para Vivian Maria. Todos os onze réus no processo compareceram à audiência, e Flordelis chegou a se emocionar quando outra filha afetiva, Érica Dias, disse que Anderson tratava a deputada “como uma princesa”.

Filhos preferidos

Uma cozinheira que trabalhava para a família foi ouvida e declarou que os filhos preferidos de Flordelis e Anderson recebiam tratamento diferenciado, com refeições de melhor qualidade que os demais.

“Na igreja era uma coisa e em casa era outra. Tinha uma cozinha que só os preferidos da Flordelis podiam comer. Era picanha, sorvete, tudo de melhor. Já na outra parte, os outros filhos tinham apenas arroz, salsicha, feijão e hambúrguer”, disse Débora de Abreu Viana, conforme informações do portal O São Gonçalo.

Fonte Gospel Mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: