Após Polícia Investigar vídeos estimulando Crianças ao satanismo, Humorista se Desculpa

Uma série de vídeos no Tik Tok gravados pelo humorista Henry Walnut foram entendidos como estímulo ao satanismo, e motivaram uma investigação da Polícia Civil sobre o caso. Com a repercussão negativa, o autor veio a público esclarecer suas intenções e se desculpar.

Um dos vídeos da série mostrava Walnut com um filtro da personagem Elsa, do filme Frozen, estimulando crianças a desenharem símbolos do satanismo pelas paredes das casas e justificarem aos pais e/ou responsáveis que tinham feito aquilo “pela glória de satã”.

Em outro vídeo, Henry Walnut diz às crianças para acenderem velas e andarem pela casa sussurrando palavras, e se alguém perguntasse de que se tratava, deveria responder que “a alma dessa criança agora pertence a mim”.

Em momento de polarização política, o humorista sugeriu às crianças que dessem fim a objetos de valor de adultos que, numa conversa sobre o cenário nacional, defendessem o presidente Jair Bolsonaro de críticas.

“Oi, crianças. Hoje eu vou ensinar para vocês uma brincadeira muito divertida. Vocês querem aprender? Vamos lá! Toda vez que um adulto defender um tal de Bolsonaro – guardem bem esse rosto – você vai pegar um objeto que esse adulto gosta muito, pode ser um celular, um notebook… cigarro não, cigarro você deixa. E ganha se ele nunca mais achar!”, incentivou o humorista.

Polícia

De acordo com informações do portal Metrópoles, pais procuraram a Polícia Civil para denunciar o autor dos vídeos, e investigadores da Delegacia de Repressão a Crimes Cibernéticos (DRCC) se debruçaram sobre o caso.

O delegado-chefe do DRCC, Giancarlos Zuliane, relatou que foram feitas trocas de informações com a Polícia Civil de São Paulo, onde reside o autor do vídeo: “O vídeo beira a prática de delitos, principalmente no que diz respeito à apologia de crimes. Com certeza, é um péssimo conteúdo, que nenhuma rede social gostaria de hospedar”, avaliou.

Já o delegado Dário Taciano de Freitas Júnior, o conteúdo é impróprio para crianças, e caso seja verificada a prática de crime, o autor do vídeo pode sofrer detenção de três a seis meses, conforme artigo 286 do Código Penal.

Pedido de desculpas

Diante da repercussão negativa, o humorista publicou um vídeo que lamentava o fato de seus vídeos terem ofendido parte dos usuários das redes sociais, e acrescentou que seu conteúdo é voltado para adultos.

“Geralmente eu venho aqui fazer vídeo de comédia, mas dessa vez eu vim falar um pouquinho mais sério com vocês a respeito desses vídeos que estão rolando por toda a internet. No começo, eu confesso que eu estava relutante de acreditar que um homem barbado, vestido de princesa, fazendo aquelas piadas que, para mim, estavam muito óbvias, fosse real”, introduziu.

Henry Walnut afirmou que se deu conta que “tiveram pessoas que acharam engraçado e entenderam, mas também tiveram pessoas que se sentiram ofendidas e incomodadas” com o aparente estímulo ao satanismo.

“O meu conteúdo é para pessoas maiores de idade. É humor para adultos, assim como Os SimpsonsFamily Guy… e também existe uma cláusula de adesão para redes sociais que você precisa ter pelo menos 13 anos para fazer uma conta. Mas, independente disso, eu queria pedir desculpas a vocês que eu ofendi. Não era minha intenção. Eu sou humorista, queria fazer as pessoas rirem”, declarou Walnut.

Fonte Gospel Mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: