Em meio a Disputa pelo Monte do Templo, Israel revida Ataques do Hamas

Os confrontos entre palestinos e israelenses em Jerusalém, reiniciados após decisões judiciais relacionadas a um território na faixa de Gaza, cresceram nos últimos dias, e na última segunda-feira, o grupo terrorista Hamas disparou foguetes contra Israel, que revidou.

Desde sexta-feira, 07 de maio, centenas de pessoas ficaram feridas no confronto entre palestinos e policiais israelenses. O estopim foi um despejo do governo israelense de famílias palestinas no bairro Sheikh Jarrah, em Jerusalém Oriental, após uma decisão judicial que deu ganho de causa aos judeus sobre as terras onde as casas dos palestinos estão localizadas.

Do lado palestino, a decisão do Tribunal é uma tentativa de Israel de expulsa-los da região, o que culminou com protestos violentos e confronto com a Polícia.

No mesmo ensejo, o grupo terrorista que controla a Faixa de Gaza aproveitou que no calendário judaico a última segunda-feira, 10 de maio, era comemorado o Dia de Jerusalém, e disparou foguetes contra a capital israelense.

A alegação do Hamas para atacar Israel foi que as forças policiais que cercam a mesquita Al Aqsa, no Monte do Templo, deveriam ser retiradas do local, exigência ignorada pelas autoridades israelenses.

O Hamas, então, disparou foguetes contra o território de Israel, que respondeu de forma bastante intensa, com ataques aéreos. Autoridades da área de saúde em Gaza afirmaram que o revide de Israel deixou pelo menos 20 mortos, de acordo com informações do G1.

Os militares israelenses, por sua vez, declararam que seus ataques contra os terroristas e seus lançadores de foguetes em Gaza foi uma resposta à agressão do Hamas.

Na visão das Forças Armadas, essa investida dos palestinos extremistas cruzou o que foi definido pelo primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, como “linha vermelha”, atirando na área de Jerusalém pela primeira vez desde uma guerra em 2014.

Os disparos de foguetes e os ataques aéreos israelenses se estenderam por horas, adentrando a noite, em resposta aos cerca de 150 foguetes disparados pelo Hamas contra Israel, dos quais dezenas foram interceptados por seus sistemas de defesa antimísseis.

Vídeos mostram o disparo de foguetes do Hamas contra Israel:

Fonte Gospel Mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: