Bíblia serve de Escudo e protege Mulher da Morte ao ser Baleada

Uma Bíblia serviu de escudo para uma mulher que lia as Escrituras quando homens invadiram sua casa e efetuaram disparos contra ela. Ela sobreviveu ao atentado e agora testemunha que é fruto de um milagre.

O caso foi registrado na cidade de Serra (ES), no bairro Chácara Parreiral. A mulher, de 32 anos, preferiu não se identificar ao conceder uma entrevista sobre o caso por prevenção. No momento em que os criminosos efetuaram os disparos, ela usou a Bíblia como escudo para se proteger, e o livro barrou os projéteis.

“Eu vi dois rapazes se aproximando, até então eu não imaginava que era para mim, pensei que iam se esconder”, disse ela à TV Vitória, afiliada da Record TV. Antes de efetuar os disparos, um criminoso perguntou ao outro se o alvo era mesmo aquela mulher.

A vítima, que estava sentada na varanda, agora tem marcas do livramento espalhadas por todos os seus móveis. ”É um testemunho de milagre, de vida”, definiu ela. “Quando eles se aproximaram e atiraram em mim, eu só coloquei a Bíblia na cabeça e pedi ao Senhor que me guardasse”, descreveu, relembrando.

Ao todo, foram quase 20 tiros disparados na tentativa de homicídio. A vítima disse que permaneceu consciente o tempo todo: “O Senhor me guardou da morte. Foram muitos disparos, muitos”, afirmou, acrescentando que os criminosos pararam de atirar ao mesmo tempo, o que pode ter sido por falta de munição ou por um defeito nas armas, já que eles continuavam apertando os gatilhos, mas nenhum disparo extra foi efetuado.

“Já tinha muita gente na rua, pelos barulhos dos disparos, foram muitos e todo mundo se assustou. Sai com a Bíblia na mão, toda ensanguentada e fui para casa do meu pai, onde esperei o socorro”, contou a mulher, que no caminho para o hospital teve a convicção de que havia recebido uma nova oportunidade: ”Eu só falava assim, Senhor me mantenha viva”, disse.

Atingida de raspão na cabeça, no maxilar, no dedo, no peito, no braço e na perna, ela tem uma das balas alojada no pulmão. Mesmo com o livramento, a família decidiu mudar de cidade e o marido da vítima precisou pedir demissão do emprego para cuidar dos quatro filhos, já que a esposa ainda se recupera. Por isso, estão vivendo de favor e não têm renda.

“A gente tá passando por algumas dificuldades. Graças a Deus, o Senhor não tem deixado faltar, mas não estamos tranquilos. Deus deu uma segunda chance para eu ser uma mãe melhor para meus filhos e uma esposa melhor para meu marido. Desde o dia que aconteceu isso comigo, eu não sou mais a mesma pessoa”, finalizou.

Os investigadores da Polícia Civil informaram que não houve prisão de suspeitos até o momento e o caso segue sob investigação da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Mulher.

Fonte Gospel Mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: